sábado, 14 de março de 2009

Uma escritora

Tenho uma coisa a confessar: sou um pouco preconceituosa com autores novos ou pouco conhecidos (muito famosos como o Dan Brown ou Paulo Coelho também dispenso - mas por conceito formado).

Entretanto surpreendi-me muito com essa escritora, pela qual me apaixonei ao ler o conto "O diário da Medeia" que abre o livro "O sudário"
(que tem outros contos muito bons como "O fruto do vosso ventre" por exemplo).

Contudo, surpreendi-me ainda mais com a leitura de seu primeiro romance, um enigmático noir extremamente profundo, com reflexões sobre arte e vida sem pedantismos pseudo-intelectuais. Enfim sou uma fonte pouco confiável uma vez que sou fã..rs

"Eu ficava deliciado quando percebia esses pequenos traços fúteis que emolduravam o abismo de sua feminilidade. As meias deslizavam suavemente pelas suas pernas, depois as calcinhas. Lentidão e volúpia. Sem ensaio, sem olhar para mim ou me olhando furtivamente. Uma borboleta se libertando do casulo. Uma mulher, em um quadro do Degas, se despindo para o banho, observada ilicitamente pelo buraco da fechadura.

Bastava-se a si mesma."

Esse trecho é do romance "Fuga em espelhos" , poderia destacar muitos outros mas prefiro deixar a curiosidade fazê-los procurar por Guiomar de Grammont.

2 comentários:

andré disse...

Quando a indicaçõa de de uma pessoa confiável a gente até pára pra conferir, mas concordo que tá difícil aparecer algo novo e bom...Guiomar Rules!rs...beijos!

Ana disse...

Apesar do Jefersson gostar do Patofu ele ainda é meu ídolo...rs

Beijos