segunda-feira, 13 de abril de 2009

Sobre a páscoa

A Páscoa é um feriado cristão um pouco estranho. Pois ela começa depois do carnaval com a quaresma que serve para a expiação dos pecados, ou seja, primeiro o pessoal comete todo o tipo de pecado no carnaval para depois redimir-se. Detalhe, a remissão vem por meio de mérito próprio: ficar sem fazer a barba, não comer carne, chocolate ou tomar refrigerante dá jeito em tudo.

Outra coisa que me intriga é a "malhação" a Judas (mais comum no interior), pois se ele sentiu-se culpado a ponto de suicidar-se e por conta disso já está no inferno, além de ser a figura bíblica mais odiada não precisava ser personificado em boneco para apanhar ainda mais e ser queimado.

Além de tudo a Páscoa é um feriado sincero, pois todo mundo lembra de comer peixe mas não pará para agradecer a resureição, não tem aquelas melodidades próprias do natal. Na Páscoa todos se mostram, somos egoístas mesmo: Escondemos os ovos para não dividir, não se está nem aí com a sexta-feira santa, só é importante por que é feriado.

Um comentário:

andré disse...

Essa doidera de acomodar festas pagãs, judias e cristãs dá nisso. A única coisa boa é o defiado mesmo, quer dizer, quando se lembra de fazer compras antes, rs...beijos!